Problemas que acabam levando jovens à marginalidade e ao abandono nas ruas - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot

 

Problemas que acabam levando jovens à marginalidade e ao abandono nas ruas

20 janeiro 2014

/ DE OLHO NA MÍDIA


É crescente a ocupação de calçadas, sinaleiras e outros pontos específicos da cidade por meninos e meninas com faixa etária inferior a maioridade. Muitas das vezes essas crianças são vítimas provenientes de famílias destruídas pelos vícios, brigas conjugais, abandonos, violência diversas em seus lares, e outros problemas que acabam levando esses jovens à marginalidade, ao uso de drogas, ao analfabetismo, se transformando em um paira no mundo.


Essas crianças por não terem qualquer perspectiva de melhorias em suas vidas, pelo fato de não possuírem casas, famílias, condições financeiras viáveis, assistência assídua dos órgãos governamentais, vêm na rua, à única opção de suas sobrevivências. Esses seres que observamos no nosso dia-dia, excluídos do resto da sociedade, nascem como qualquer outra criança: alegre, detentora de grandes sonhos, enfim, com vontade de ser alguém no mundo.


Apesar de não possuírem o mínimo de dignidade, de assistência e de direito, conseguem sobreviver e trilhar um caminho longínquo de mais tristeza do que alegria. É incerto o futuro desses meninos e meninas, uma vez que suas necessidades essenciais não lhe estão garantidas na prática, apesar de ser um direito legal de conformidade com o Estatuto da Criança.


Pensar em solucionar esta problemática não é apenas ter vontade de assim fazer. É necessário que todos, governo, igrejas, entidades classes e a população em geral, na prática, arregaçar de fato as mangas com o objetivo de amenizar tão angustiante problema.



Texto Por: Abrahão Crispim Filho.
© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA