Em tempos não tão passados assim - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot


Em tempos não tão passados assim

06 março 2014

/ DE OLHO NA MÍDIA

Em tempos não tão passados assim, escolas de samba costumavam apresentar enredos críticos. Criticavam políticos, situações, muitas vezes entraram em choque com o modelo, o sistema, ironizavam figuras assim tipo Boni que acha que criou o mundo, vai por aí afora.


Hoje mendigam verbas de governos municipais, estaduais, para transformar gente tipo Roseana Sarney em musa da Sapucai. O disse me disse dos camarotes do sambódromo divide com o desfile a atenção da cobertura televisiva. Quando era governador do Rio, Leonel Brizola negou-se a fazer licitação para dar exclusividade a uma só emissora, afirmando que o carnaval era uma festa pública e, portanto, todas as emissoras poderiam transmitir o desfile de escolas de samba.




[caption id="attachment_1691" align="alignleft" width="300"]logo-da-globo Reprodução[/caption]

A GLOBO virou uma arara, aumentou o tom das críticas e neste ano nem falou de Brizola, Darcy e Niemeyer, nos 30 anos do sambódromo. Brizola foi o último governador que o Rio teve, os seus sucessores foram e são chefes de quadrilhas de assaltantes do poder público, com cumplicidade da GLOBO.


Já vi sugerido aqui no Face enredos sobre a sonegação da GLOBO, do ITAÚ, da NATURA. A história do samba se confunde com a repressão, com o racismo. O samba não é como quer a GLOBO, detentora dos direitos exclusivos de transmissão, quem comeu quem nos camarotes das elites podres e da classe média babenta de nosso País.


Resgatar o caráter crítico do samba, sem perda de qualidade, mantendo o amor como tema central da vida, afugentando figuras ridículas como o tal Boni, globais, etc, - perderam em audiência no domingo -, dando destaque a atores e atrizes nas propagandas indiretas das novelas, ou nos comentários ridículos de falsos entendedores.


A vaia que a turma da GLOBO tomou no desfile da BEIJA FLOR domingo, teve um fecho de ouro na segunda, quando um folião aos berros e aos microfones e câmeras da GLOBO, gritou "VÁ TOMAR NO C... REDE GLOBO". Não teve como cortar, editar, nada, saiu limpinho ao contrário da GLOBO, sujinha.


E para não dizer que não falei da Ucrânia, ao contrário do enredo dos telejornais globais e dos outros veículos do grupo, a Rússia continua avançando com apoio popular dos ucranianos em sua grande maioria. É mentira, como sempre, o noticiário do mentiroso William Bonner e seus reservas.


Texto Por: Abrahão Crispim Filho

© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA