Atletas sergipanos se destacaram no Campeonato Brasileiro e do Mundial de SUP WAVE - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot

 

Atletas sergipanos se destacaram no Campeonato Brasileiro e do Mundial de SUP WAVE

15 abril 2014

/ DE OLHO NA MÍDIA

Diversos atletas de renome do Brasil e do Mundo, participaram nos dias 29 de março a 6 de abril do Campeonato Brasileiro e do Mundial de SUP WAVE e SUP RACE, o ALAGOAS PRO GRANDSLAM.




[caption id="attachment_2287" align="alignleft" width="300"] Chayenne Dantas, Ian Vaz, Hélio Montalvão e Caio Vaz, Chayenne Dantas, Ian Vaz, Hélio Montalvão e Caio Vaz,[/caption]

Os sergipanos descolados Hélio Montalvão, Chayenne Dantas, Luís Santana, João Paulo Figueiredo, Katiele Mensseger, Isinho Schuster, Otavio Assis, Gabriel Coelho, entre outros se jogaram e representaram muito bem o estado.


Nos dias 29 e 30 de março aconteceu o brasileiro de sup wave e teve a participação do Tri campeão Mundial de SUP WAVE o havaiano Kai Lenny. O campeonato brasileiro de sup wave estava valendo vaga para o mundial que aconteceu no dia 31/03 e 01/04 e o sergipano Hélio Montalvão quase conseguia se classificar, mas acabou perdendo por uma diferença de apenas 1 ponto, ele não conseguiu achar boas ondas sendo desclassificado no primeiro round.


Mas para a nossa alegria quem ganhou e estar surfando muito foi o brasileiro Caio Vaz. Menino simples e humilde, que deixo a turma de Sergipe muito felizes por sua vitória.


Os atletas Chayenne e Hélio aproveitaram a temporada de 10 dias na Praia do Frances, aprendendo em oficinas de pranchas e técnicas de remada com as melhores equipes do mundo, para aprimorar e melhorar ainda mais seus resultados.


Chayenne: “fiquei muito triste por não ter participado das competições porque ainda estou me recuperando de algumas lesões, mas ao mesmo tempo muito feliz pela oportunidade de poder esta assistindo um campeonato a nível mundial tão pertinho da minha casa”.


“Porque todos já sabem que por falta de patrocínio no nosso estado é muito difícil um atleta sergipano ir competir fora do Brasil. Temos dificuldade para competir fora do estado, e ainda mais fora do Brasil”. “Esse ano quero participar de todas as etapas do Brasileiro de SUP WAVE e RACE, mais não tenho patrocínio e acabo tendo que investir do meu próprio bolso”.


O campeonato mundial de Sup wave pode trazer bons resultados para Chayenne, apesar dela não ter participado, conseguiu um patrocínio de pranchas com uma empresa de Rio Grande do Sul. Pranchas Kolling, que é uma referência de pranchas de SUPs no Brasil.


“O Kolling acreditou no meu potencial e me convidou para fazer parte da sua equipe. Estou muito feliz por isso”. Agora só falta verba para Chay competir às etapas.


Chayenne também conta com o apoio do atleta Hélio Montalvão que é personal trainner e atualmente passa as técnicas em treino. E Hélio como atleta está precisando de patrocínio para poder participar do circuito também.


Chayenne e Hélio: “são dois circuitos Brasileiro que participamos e para conseguirmos o bolsa atleta temos que ficar entre os 3 primeiros do ranking. Algo impossível para quem não tem como participar de todas as etapas. E como são duas categorias diferentes em datas diferentes é impossível participar do circuito sem patrocinador”.


Hélio conta com o apoio das marcas DNA natural Aracaju, Aloha surf shop, Landspride e Pranchas kolling.


Já Chayenne só está com o apoio das Pranchas Kolling e Hélio Montalvão Personal.


Os atletas esperam que as empresas sergipanas comecem a olhar mais para o esporte e investir nele, para dar a oportunidade de levar o nome de Sergipe para o Brasil e mundo.


 CAMPEONATO BRASILEIRO E MUNDIAL DE SUP RACE PROFISSIONAL aconteceu nos dias 5 e 6/4.




[caption id="attachment_2288" align="alignleft" width="300"]Luís Santana, Hélio Montalvão e Márcio Caio Vaz e Hélio Montalvão[/caption]

 

 

[caption id="attachment_2290" align="alignleft" width="300"]Caio Vaz o campeão do mundial de Sup wave e Hélio Montalvão Caio Vaz o campeão do mundial de Sup wave e Hélio Montalvão[/caption]

 

[caption id="attachment_2291" align="alignleft" width="300"]Nicole Pacelli atual campeã mundial de Supwave e Chayenne Dantas Nicole Pacelli atual campeã mundial de Supwave e Chayenne Dantas[/caption]

Vencedores:


Havaiano Connor Baxter, e o Brasileiro que teve mais destaque foram o Carioca de apenas 18 anos Vinnicios Martins, que ficou com a 5°posição.


Só 1 sergipano participou  da prova do mundial profissional.


Luiz Santana teve destaque com a 29° posição entre mais de 50 atletas do mundo todo.


Já no Brasileiro Profissional o vencedor foi Vinnicios Martins e o melhor atleta sergipano Luiz Santana que ficou na 20° posição, prova difícil, 12km de remada  no mar com bastante ondulação e vento.


Em seguida outros sergipanos que também estavam participando da mesma categoria que Luiz, Brasileiro profissional, João Paulo Figueiredo 23° e Gabriel Coelho 30°.


Já nas categorias de Fun Race Amador 3km Tiveram destaque os sergipanos Isinho Schuster 2°colocado e Hélio Montalvão 3°colocado.


E no feminino Kati Mensseger 3°colocada.


Texto por: Geo D`Anjos / Fotos: Arquivo pessoal


© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA