Além de garantir segurança um monitor de frequência cardíaca também potencializa o resultado dos treinos - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot

 

Além de garantir segurança um monitor de frequência cardíaca também potencializa o resultado dos treinos

04 maio 2014

/ DE OLHO NA MÍDIA
A corrida está se tornando parte da vida de centenas de milhares de brasileiros, a modalidade cresce a cada dia e ganha adeptos de forma acelerada com repercussão da mídia que disseminam as ideias dos benefícios para a saúde, não só físicos como também psíquicos. Tanto é que aumenta o sucesso de inúmeras provas de 5, 10, 21 ou 42 km espalhadas por vários estados, sendo a São Silvestre, de São Paulo, a mais famosa, contando com mais de 27 mil participantes em 2013. Nós, inclusive, já demos dicas aqui para quem deseja começar a correr na rua.

Geralmente, as primeiras preocupações para quem vai iniciar o esporte são as considerações a respeito do material esportivo, entre eles camiseta, shorts e tênis especializados para a corrida. Porém, há aparelhos que ajudam e muito na qualidade e evolução dos treinos que não são utilizados pela maioria dos corredores. Estamos falando dos monitores cardíacos.

É a partir da frequência dos batimentos cardíacos que temos uma base de como estamos nos saindo no treinamento, em quanto tempo e em qual ritmo e intensidade aguentamos cada percurso, isto é, calcula o condicionamento físico de cada um, por isso, é essencial ter um monitor no seu dia a dia.

corrida


Ele é recomendado para quem pratica qualquer atividade cardiovascular, auxiliando até mesmo na perca de peso. Existem dois tipos de monitores de frequência cardíaca: alguns modelos com cinta peitoral e outros com sensor de dedo. Basicamente, ambos têm a mesma função, no entanto, com características um pouco distintas.

Na verdade, dois aspectos devem ser levados em conta na hora da escolha do produto. No primeiro caso, é necessário prender uma cinta em volta do peito aproximadamente na linha do coração. As informações da frequência cardíaca serão transmitidas através de um sinal diretamente para um relógio monitor especializado com a mesma função, ou seja, não é preciso parar o exercício para medir os batimentos. Já no segundo, os monitores com sensor de dedo funcionam a partir de um toque no aparelho que começa a contar a frequência cardíaca, com chances de acerto de até 95%, todavia é necessário parar o exercício para verificar os batimentos.

Outro ponto que pode influenciar é o preço. Os modelos mais novos com cinta peitoral têm funcionalidades como recursos de GPS e sincronização com smartphones, sendo assim seu valor é um pouco mais elevado. Ao contrário, as amostras de sensores com dedo são mais simples, e assim mais acessíveis.

Para realização de qualquer esporte é necessário segurança, então utilize um monitor cardíaco se for praticar atividade física, lembrando sempre que é necessário consultar um médico antes de iniciar um plano de exercícios.

Por: MundoWalmart
© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA