Festejada em várias regiões do Brasil é aqui no Nordeste que o São João ganha mais força - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot

 

Festejada em várias regiões do Brasil é aqui no Nordeste que o São João ganha mais força

20 junho 2014

/ DE OLHO NA MÍDIA


O mês de junho já anuncia a chegada das noites mais animadas do Nordeste.


E, em junho, as cidades do estado de Sergipe ficam mais bonitas e coloridas para receber a vibração, de milhares de visitantes que chegam para festejar as tradições. E para ilustrar essa maravilhosa festa, o DE OLHO NA MÍDIA convidou a estudante e modelo sergipana Mickaelly Oliveira, para representar a cultura do povo nordestino.

“O balão vai subindo, vem caindo a garoa. O céu é tão lindo e a noite é tão boa. São João, São João! Acende a Fogueira do meu coração”

Poucas são as pessoas que não cantarolaram esta música ou que se deliciaram com as comidas típicas desta época tão comemorada por muitos em todo o país.

Apesar de ser festejada em várias regiões do Brasil, é aqui no Nordeste que a Festa de São João ganha mais força e expressão. Durante um mês, são realizadas festas que envolvem pessoas de todas as idades e também concursos de quadrilhas, com danças coreografadas e trajes típicos. Estas festas mexem com o comércio local e ainda atraem turistas de várias regiões do país e também do exterior.


Mas qual é a origem destas comemorações? Ao que tudo indica, embora ela tenha tanta força em nosso país, com clara ligação a eventos católicos, não foi aqui que ela nasceu. Ela teria nascido antes mesmo do Cristianismo, como uma festa pagã que acontecia no Hemisfério Norte, no solstício de verão, 21 de junho, quando se comemorava a colheita. Assim que a Igreja Católica se disseminou pela Europa, estas festas passaram a ganhar nova roupagem, sendo transformadas, então, em festas de santos, como a Festa de São João.


Foram os portugueses que trouxeram estas festas para o Brasil, no período colonial. Várias foram as influências que as moldaram para que ganhassem as características que todos conhecemos. A dança da quadrilha teve influência francesa. Da China, veio a tradição dos fogos de artifício. Já o casamento, parece vir marcado pelas tradições do nosso país, essencialmente nordestina, trazendo personagens como o coronel, o noivo caipira, o Padre e a noiva virgem. Foi também aqui no nordeste que o forró passou a fazer parte desta comemoração.


Mas agora que já conhecemos um pouco da história, “bora comemorar”.


“Pula a fogueira Iaiá, pula a fogueira Ioiô.”




[caption id="attachment_3308" align="aligncenter" width="695"]Foto: Seiji Hiratsuka / Modelo Mickelly Oliveira Foto: Seiji Hiratsuka / Modelo Mickelly Oliveira[/caption]

Fontes:
http://www.brasilescola.com/detalhes-festa-junina/origem-festa-junina.htmhttp://www.suapesquisa.com/musicacultura/historia_festa_junina.htmhttp://www.revistabrasileiros.com.br/2011/07/01/a-origem-da-festa-de-sao-joao/#.U6QqoLGnGno
© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA