O mês de agosto foi pra lá de competitivo para a atleta Chayenne Dantas - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot

 

O mês de agosto foi pra lá de competitivo para a atleta Chayenne Dantas

27 novembro 2014

/ DE OLHO NA MÍDIA
 

Da redação por: Geo D`Anjos

[caption id="attachment_4279" align="alignleft" width="150"]ch Foto: Arquivo pessoal / Chayenne Danta[/caption]

O campeonato alagoano de Supwave e Surf, que aconteceu nos dias 11 e 12 de outubro na famosa Praia do Francês, em Alagoas, teve como destaque a surfista sergipana Chayenne Dantas, que, com cinco anos de surf e apenas oito meses praticando a modalidade de supwave, conseguiu levar para seu estado o título de vice-campeã do campeonato.


O supwave é uma modalidade nova de esporte, sendo ainda pouco praticada no Brasil e tendo em sua maioria de atletas o público masculino, devido ao preparo específico que deve ser feito. Porém, a atividade está sendo cada vez mais difundida entre as mulheres, que prometem fazer bonito nessa nova modalidade.


Chayenne Dantas foi campeã do circuito de surf sergipano no ano de 2012 e, no ano de 2011, conquistou títulos como o terceiro lugar no ranking referente ao circuito baiano na categoria chamada feminino open e vice-campeã no circuito baiano universitário, ainda no mesmo ano, além de ter participado do campeonato mundial WQS, evento ocorrido em julho de 2012 na Praia de Jaguaribe, na cidade de Salvador. No WQS, Chayenne Dantas conquistou o quinto lugar.




[caption id="attachment_4280" align="alignleft" width="150"]Foto: Arquivo pessoal / Chayenne e Hélio Montavão Foto: Arquivo pessoal / Chayenne e Hélio Montavão[/caption]

O namorado de Chayenne, Hélio Montavão, é também seu treinador na modalidade de supwave, influência direta que fez com que ela resolvesse começar a praticar a atividade.


Chayenne Dantas afirma continuar mantendo sua dedicação para tentar conquistar o título no próximo ano. Além da ajuda de seu namorado e personal Hélio Montavão, Chay conta também com o auxílio de seu shaper Daniel Kolling, que produz pranchas personalizadas, de acordo com a necessidade da atleta.


A surfista indica a prática do supwave para quem busca uma vida mais saudável, cansou da rotina de academia e que procura um esporte tranquilo, mas que consiga trabalhar de forma adequada o corpo.


No início desse ano, ocorreu também o Festival Náutico na Orla Pôr do Sol, em Sergipe, que contou com diversas modalidades de competições, entre elas a Stand Up Paddle, também conhecida como supwave. O festival da Orla do Pôr do Sol contou com quatro baterias de Stand Up Paddle, duas baterias femininas e duas baterias masculinas, sendo que Chay estava também entre as três vencedoras da competição.




[caption id="attachment_4281" align="alignleft" width="300"]Foto: Arquivo pessoal Foto: Arquivo pessoal[/caption]

[caption id="attachment_4282" align="alignleft" width="300"]Foto: Arquivo pessoal Foto: Arquivo pessoal[/caption]

j
© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA