O que é legítimo e o que é ilegítimo - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot

 

O que é legítimo e o que é ilegítimo

10 dezembro 2014

/ DE OLHO NA MÍDIA
 

Por: Abrahão Crispim Filho 

O que é legítimo e o que é ilegítimo. FHC referiu-se a Dilma, à sua reeleição como ", presidente ilegítima". Dilma ganhou. O que há de ilegítimo nisso? Imagine num jogo de futebol, no intervalo, alguém vai lá e avisa que as regras mudaram, com objetivo de favorecer determinada equipe? FHC mudou as regras da democracia brasileira. Foi eleito para um mandato e COMPROU um segundo. Isso é ilegítimo. Varreu para debaixo do tapete todos os escândalos de corrupção de seu governo, corrupto na gênese, para debaixo do tapete.


É ilegítimo. Dilma investiga as denúncias. A FOLHA DE SÃO PAULO diz que os brasileiros enxergam em Dilma a culpada pelos escândalos da PETROBRAS. É claro, a mídia só noticia o que é contra Dilma. Não citou até hoje o nome de Álvaro Dias, senador e figura de proa do PSDB como um dos delatados. E que delação farsesca, onde bandidos procuram formas de escapar de seus crimes e fazem acordos de devolução de dinheiro público desviado ou recebido como propina, de maneira tal que mantenham suas fortunas.


E o juiz do caso? Filho de empreiteiro, casado com assessora da vice governadora do Paraná e filiada ao PSDB? O que é isso? Legítimo ou ilegítimo? É corrupção em estado absoluto. Querem jogar o Brasil num precipício, não se importam com os brasileiros. Temem a regulação da mídia, as mudanças estruturais. Como diz Démerson Dias, lutador de primeira linha, o País precisa ser "refundado".



© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA