A funcionária da empresa AlmaViva Bárbara Monique morre aos 32 anos após desentendimento com supervisor - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot

 

A funcionária da empresa AlmaViva Bárbara Monique morre aos 32 anos após desentendimento com supervisor

24 junho 2015

/ DE OLHO NA MÍDIA
 

Da redação

[caption id="attachment_6448" align="alignleft" width="300"]AlmaViva Aracaju Foto: De Olho Na Mídia[/caption]

Essa empresa AlmaViva, bate record de mortes no trabalho. A funcionária da empresa AlmaViva, Bárbara Monique Soares de Souza, 32 anos, morreu manhã desta quarta-feira (24), enquanto trabalhava. E a primeira morte também uma mulher, ocorreu há dois meses. Tudo indica que foi por maus tratos, funcionários do estabelecimento contaram que, logo cedo, ela teve uma discussão com o supervisor, e logo começou a passar mal.


Foi relatado também, que esse supervisor mandou de forma grosseira a funcionaria Barbara: “se você estiver achando ruim, pesa demissão” e ela respondeu que não faria isso porque tem uma filha para criar. “Se eu pedir, quem vai sustentar minha filha?” respondeu Barbara fragilizada pela humilhação, que logo veio a parada cardíaca e convulsões que foram agravados com a suposta omissão de socorro.


Por não haver serviço médico no feriado, coube uma estudante prestar o primeiro atendimento, mas não teve jeito. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas quando chegou ao local ela já estava morta.


© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA