Servidores públicos - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot

 

Servidores públicos

03 julho 2015

/ DE OLHO NA MÍDIA
 

Servidores públicos são vítimas de governos. Carregam pianos, trabalham para além de suas atribuições (claro, existem os que não o fazem, a minoria). A reação do governo ao "aumento" dos servidores do Judiciário é despropositada, os dados sobre o "peso" nas contas públicas são mentirosos. O que há é reposição de perdas salariais. O ajuste fiscal do governo Dilma é puro neoliberalismo, se presta a pagar bancos e credores em geral do poder público e não há a menor preocupação em auditar essas dívidas, mas total e plena subserviência dos governos. O Judiciário não está podre por culpa dos servidores.


Há uma grande balela em todas as declarações de ministros e da própria presidente da República. O Estado brasileiro é o caos e esse caos se aproxima do abismo com a fraqueza da presidente, suas concessões aos donos do mundo, ao que se soma um Congresso repleto de empregados de bancos, latifundiários, grandes empresas, sob a batuta de um dos mais vergonhosos bandidos de nossa História Política, Eduardo Cunha. As denúncias de golpismo ganham força com a inação do governo como um todo. E até parece que estimulam, o Executivo, esse tipo de protesto e prática.


A relação servidor público do Brasil em comparação com outros países e principalmente países mais adiantados, níveis de IDH altos, é mínima. Por isso nossos serviços públicos funcionam precariamente e carregado pelos servidores. Serviços públicos , são dever do Estado. Saúde, educação, direitos individuais, estrutura do próprio Estado, do contrário, passamos a ser uma grande torre de Babel, onde cada um dos ocupantes dos poderes ditos constituídos faz o que quer. É o que está acontecendo e o peso colocado sobre os servidores.


Por: Abrahão Crispim Filho


© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA