Essa história de déficit primário é mais ou menos o seguinte - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot

 

Essa história de déficit primário é mais ou menos o seguinte

01 setembro 2015

/ DE OLHO NA MÍDIA
 

Suponha que um pai dê a um filho dois cartões de crédito. O filho extrapola os limites nos dois e se endivida. Paga um com o outro até um determinado ponto, quando não tem mais como se endividar. Aí, corre para o pai. Dilma vai se endividar para cobrir o déficit. A dívida de juros escorchantes, sem controle, que, de acordo com a constituição deveria ser submetida a uma auditoria. Mas não. O déficit vai ser pago com dinheiro dos credores que terão aumentados seus créditos.


Quem vai pagar mesmo é o trabalhador. Sem PIS, com décimo terceiro dividido em parcelas e uma série de medidas anti sociais que virão por aí. É mais ou menos, em vez de você pedir ao pai, assaltar alguém para pagar a dívida do cartão, no caso assaltar o trabalhador. Ou fazer que nem o bestalhão do Rio Grande do Sul. Paga as empreiteiras, salva o seu e dane-se o trabalhador gaúcho. E ainda diz que a culpada é Dilma. Claro, o bestalhão não queima dinheiro e Dilma tenta apagar incêndio com gasolina. Joaquim Levy ri às escondidas. Trabalha para bancos.


Por: Abrahão Crispim Filho


© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA