Os sindicatos que são acusados de frouxos e pelegos - DE OLHO NA MÍDIA - Site oficial

Responsive Ad Slot


Os sindicatos que são acusados de frouxos e pelegos

25 setembro 2015

/ DE OLHO NA MÍDIA
 

Trabalhador nas ruas para manter a governabilidade e para impedir o retrocesso econômico


Uma das situações mais complicadas vividas por sindicalistas, está se dando agora no governo Dilma. Os sindicatos que são acusados de frouxos e pelegos, por não defenderem suas categorias nesses 12 anos,de terem se calado em nome da governabilidade, perante os golpes sucessivos em Lula e Dilma, agora são acusados de fazer o jogo da direita, por se contrapor a política econômica e recessiva do governo.


Lentamente de modo ainda vacilante, os trabalhadores vão se organizando para lutar contra as concessões da Petrobras,que a própria direção da empresa leva adiante. A CUT e demais centrais estão com um peso monstro nos ombros, de explicar a suas categorias que o próprio governo, ao qual os sindicatos defendem, estão cortando direitos e benefícios num contexto de crise econômica, terceirizações, limites a aposentadorias e seguro desemprego.


Não é fácil, ouvir de militantes críticas desse tipo. Eu entendo que sindicato deve em primeiro lugar lutar pelos interesses de sua categoria, não é ético, nem legal, um sindicato atrelar-se as decisões do governo, seja ele de que partido for. A CUT, apesar de apoiar politicamente a governabilidade de Dilma, precisa lutar contra o retrocesso nas causas sociais e trabalhistas.E isso de alguma forma ajuda na governabilidade de Dilma contra as investidas da direita, que torna a presidente refém das soluções neoliberais e entreguistas.


Uma dupla luta se configura, que é o respeito a vontade popular, consagrada nas urnas, ao mesmo tempo em que se rejeita a espoliação da classe trabalhadora pelo ajuste fiscal e pela condução nefasta da economia. Dizer que os trabalhadores estão fazendo o jogo da direita, por lutar pelos seus direitos...é cegueira e falta de racionalidade.Pois trabalhadores submissos e ausentes é o que mais interessa as elites golpistas e exploradoras.


Por: Abrahão Crispim Filho


© Todos os direitos reservados 2009 - 2018 - D`Anjos Web Service - De olho na mídia