As dimensões são imensas e é fundamental que seja mantida viva - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot

 

As dimensões são imensas e é fundamental que seja mantida viva

17 novembro 2015

/ DE OLHO NA MÍDIA
Texto por: Abrahão Crispim Filho

Tragédia de Mariana
O noticiário sobre a tragédia de Mariana e vasta região de Minas, agora do Espírito Santo, pouco a pouco, vai diminuindo seu tempo nas tevês e espaço nos jornais. Estão no bolso da VALE. É o que normalmente fazem quando o assunto não lhes interessa. As dimensões do desastre são imensas e é fundamental que seja mantida viva a divulgação nas redes sociais e junto à mídia internacional.


Como no tempo da ditadura, quando as torturas eram ocultadas pela mídia brasileira, no caso do grupo GLOBO, apoiadas, o mesmo o grupo FOLHA, além de outros e a mídia estrangeira revelava os horrores do regime militar. O que acontece em Mariana e cidades atingidas por uma lama tóxica, com mais 3700 elementos de toxidade prejudicial à saúde, a situação das pessoas desabrigadas, o real número de mortos, os prejuízos ambientais, tudo isso tem que se mostrado ao mundo, negligência e descaso de uma empresa privada.


E servir de alerta para privatizações, a VALE foi privatizada pelo governo FHC, que, covarde por natureza, quer por a culpa em José Serra. Não se pode silenciar, mesmo que o assunto possa se tornar exaustivo. Exaustiva é a situação, bem pior que isso, das vítimas desse crime hediondo.





© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA