Em meio a essa insânia evangélica que toma conta do País conduzida por estelionatários da fé - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot

 

Em meio a essa insânia evangélica que toma conta do País conduzida por estelionatários da fé

10 novembro 2015

/ DE OLHO NA MÍDIA
Texto por: Abrahão Crispim Filho

Em meio a essa insânia evangélica que toma conta do País conduzida por estelionatários da fé, há aspectos que precisam ser notados e com absoluta urgência, antes, por exemplo, que seja proibida a fabricação de fósforos por produzir o fogo do inferno.


Eduardo Cunha, notório criminoso com assento na presidência da Câmara, escorado em deputados corruptos e venais, a grande maioria, tem conseguido aprovar medidas as mais retrógradas possíveis, como o conceito de família, a que exclui de atendimento médico público as mulheres vítimas de violência sexual, a bancada da bala, a que leva à Câmara o poder de demarcar terras indígenas, o que quer dizer, exterminar essas populações.


Hoje, o poder de intervir junto à Suprema Corte, enfim, uma volta a Idade da Pedra Lascada. Vale-se da cumplicidade da mídia, podre e também venal, usa a discussão sobre impeachment para encobrir essas loucuras, acena com golpe aos tucanos, golpistas por natureza, agora querem o País pior para melhor atender aos seus interesses, que são interesses de grupos e potências estrangeiras, enfim, do jeito que vai vamos acabar tendo feriados como o dia de “São Silas Malafaia”, “São Edir Macedo”, “São Veldemiro” e outros pilantras e qualquer dia desses inclui, sorrateiramente, como sempre faz, o direito de pegar a mulher que se quiser, arrastá-la pelos cabelos e tomar posse.


Há dias um pastor, desses que ressuscitam pessoas, disse aos seus fiéis, mulheres inclusive, que Deus criou a mulher tirando uma costela de Adão e por isso o dever da mulher é ser inferior e subordinada ao homem. Todos, inclusive as mulheres gritaram aleluia. Ou se abre os olhos e medidas efetivas são tomadas, além das perseguições a Lula (não sou lulista) e sua família ou já já estaremos repetindo os ensinamentos do terrorista Benjamin Netaniahu, o tal que disse que os palestinos é que incitaram Hitler a matar os judeus na Segunda Grande Guerra. São aliados. Tudo numa tela grande, como em 1984. Toynbee, ainda que por outros caminhos, previu essa onda puritana.







 
© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA