“Um milagre de Natal” na João Bebe Água/ São Cristóvão às escuras - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot

 

“Um milagre de Natal” na João Bebe Água/ São Cristóvão às escuras

11 janeiro 2016

/ DE OLHO NA MÍDIA

Texto de Alex Nascimento


Visitar São Cristóvão, sobretudo à noite, é uma aventura nada agradável. A João Bebe Água já matou muita gente.  Por volta das vinte e três horas, após prestigiar uma apresentação teatral produzida e dirigida pelo amigo Erundino Prado, acompanhei os desdobramentos de uma colisão entre dois veículos, que poderia ter sido fatal a três pedreiros e a um jovem turista de São Paulo. Um dos carros capotou e o outro caiu pela ribanceira, desgovernado. Terem sobrevivido, como dizem, foi um milagre de Natal.


É bem verdade que os condutores dos veículos apresentavam indícios de que haviam ingerido bebidas alcoólicas, óbvio agravante, um crime! Mas, independentemente disto, a João Bebe Água revela como pensam os gestores daquele município, e a falta de sensibilidade do governo estadual com relação a tão importante cidade para a cultura e o turismo em nosso estado.


Como justificar que uma rodovia daquela, que liga algumas de nossas mais importantes cidades, não tenha ainda sido duplicada? Quantas mortes mais serão necessárias para que isso ocorra?!


Tão ou mais lamentável, que enfrentar a João Bebe Água, é se deparar com uma São Cristóvão às escuras. Como aceitar que uma cidade linda como São Cristóvão, com o peso que tem para nossa memória, com o histórico que tem de grandes encontros e eventos culturais esteja às escuras, sem ocupar o papel e a importância que tem para todos nós sergipanos?! Se vencer a Bebe Água, sobretudo à noite, é quase uma aventura, deparar-se com uma cidade abandonada, quase que apenas sustentada pelas resistentes pedras do passado, é de doer o coração!


Felizmente, nessa mesma noite, momento antes “do milagre de Natal” ocorrido na João Bebe Água, houve uma bela apresentação cênica, produzida por essa figura lindíssima que é Erundino Pradoo. Desprovido de ambições pessoais, bom caráter, com senso de justiça social e amor a sua terra, Erundino Prado pode vir a convergir forças necessárias para acender novamente São Cristóvão. Continuarei a frequentar São Cristóvão, mas pelo dia, mesmo que venha a ser ainda mais dolorido observar os desmandos, é mais seguro encarar a João Bebe Água.


P.S: Encenada por jovens e adolescentes da cidade, a apresentação de Natal produzida por Erundino Prado trouxe um texto provocativo, com boa trilha sonora, um rico figurino com as cores da cultura da nossa gente: um trabalho de resistência e esperança. Uma luz!...






© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA