O mais importante na vitória de Bernie Sanders sobre Hilary Clinton é que suas propostas estão balançando a juventude - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot

 

O mais importante na vitória de Bernie Sanders sobre Hilary Clinton é que suas propostas estão balançando a juventude

16 fevereiro 2016

/ DE OLHO NA MÍDIA

Texto por: Abrahão Crispim Filho


O mais importante na vitória de Bernie Sanders sobre Hilary Clinton é que suas propostas estão balançando a juventude, tirando de Hilary boa parte do eleitorado latino e a maioria do eleitorado negro, o que expõe a crise social vivida no país. Sanders é mudança de estruturas que chegaram até hoje desde a independência. O que não significa que irão acontecer. Há obstáculos fortíssimos pela frente.


O apoio da cúpula democrata a Hilary, o aporte de recursos de grupos econômicos a Hilary, o lobby sionista a todo vapor por Hilary e a própria eleição, caso seja o indicado. A chance de vitória real de Sanders e a hipótese de uma disputa com um maluco, Trump. E mesmo assim é preciso lembrar que o eleitor norte-americano elegeu Ronald Reagan, um ator para desempenhar o papel de presidente. Eleitor hoje é complicado.


A mídia aqui já não está fabricando outro “Napoleão” para a disputa de 2018, o juiz Moro? Recém saído de um hospício jurídico? O que vai ficar dessa campanha, com vitória ou não de Sanders são as vísceras de uma sociedade podre expostas ao mundo. Reação que se estende a vários e ponderáveis setores da classe média dos EUA, que começam a perceber a grande ilusão do sonho americano.


A xenofobia é outro aspecto que Sanders está destampando. Ou seja, pondo o dedo na ferida chamada Hollywood e que teimam em nominar de Estados Unidos. E um eventual governo Sanders? Como reagirá um Legislativo que lhe será adverso? As grandes empresas, o lobby pró Israel, uma organização terrorista que chamam de país? CIA, FBI, ANS e outras siglas que via de regra mandam mais que o presidente, ou sequer lhe dão atenção? Como parte da Polícia Federal aqui, que nem imagina que Dilma ou o banana do Cardozo existam? Sanders começa a desnudar um dos impérios mais bárbaros e cruéis da História.


E isso está deixando mídia e governo tontos, pois afinal se acham o Eldorado. O fim do arco íris. Obama hoje é o que chamam pato manco. Tem dificuldades até entre negros, que o enxergam com alma branca. Sanders, vença ou não, seja o candidato ou não, ultrapassa as eleições e outros surgirão, pois o americano comum já sabe que é apenas número e os jovens já percebem que são apenas bucha de canhão.






© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA