Com o sinal verde de Dilma para abrir o mercado às empresas estrangeiras - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot

 

Com o sinal verde de Dilma para abrir o mercado às empresas estrangeiras

03 março 2016

/ DE OLHO NA MÍDIA

Texto por: Abrahão Crispim Filho


Com o sinal verde de Dilma para abrir o mercado às empresas estrangeiras, o Brasil caminha para não ter mais nenhuma empresa aérea nacional. A TAM, na prática, já pertence à LAN, com a família Amaro tendo apenas 12% da empresa. Mas, um acordo de acionistas mantém o controle formalmente brasileiro. O mesmo vale para Avianca (do israelense colombiano Efromovich) e a Azul (do norte-americano Neeleman).


Todas se valem de expedientes legais para burlar o limite de 20% ao capital estrangeiro. Com a proposta do governo, nem isso mais séria necessário e o capital estrangeiro poderia assumir de direito o controle dessas empresas que já tem de fato. Já a GOL (empresa que flerta com a concordata) a mudança da legislação poderia garantir sua venda para a Delta Airlines, hoje dona de 10% de seu capital.


PS: por conta dos acordos de reciprocidade, TAM e Avianca deverão se tornar imediatamente 100% estrangeiras. A Azul continuará com mecanismos legais para burlar o limite de 49% e a GOL será a única a manter realmente capital nacional.






© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA