O Papa Francisco foi eleito com uma agenda clara: enfrentar o controle das finanças - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot

 

O Papa Francisco foi eleito com uma agenda clara: enfrentar o controle das finanças

30 junho 2016

/ DE OLHO NA MÍDIA
Texto de Abrahão Crispim Filho

O Papa Francisco foi eleito com uma agenda clara: enfrentar o controle que um setor da Cúria romana exercia sobre as finanças da Igreja. Foi esse setor que vazou documentos de dentro do quarto de Bento XVI levando-o à inédita renúncia. Era esse setor que se preparava para fazer Papa o cardeal de São Paulo.


Francisco é uma reação à esse grupo. Até aí, ok.


O que ninguém esperava é que ele assumisse uma outra agenda, muito mais ampla, de abrir a Igreja para as "minorias" e de começar uma lenta, porém firme, desconstrução do legado reacionário de João Paulo II e Bento XVI.
O impacto disso na Igreja ainda é incerto.


João Paulo II foi papa por muito tempo. Todos os atuais cardeais foram nomeados por ele ou por Bento XVI. O estrago imposto aos setores progressistas foi enorme. Mas se Francisco viver muito, poderá produzir duas reformas importantíssimas na Igreja. Aquela financeira para a qual foi eleito e a política, que é o inesperado.






© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA