Freios e contrapesos: O processo eleitoral norte-americano - DE OLHO NA MÍDIA - Site oficial

Responsive Ad Slot

Freios e contrapesos: O processo eleitoral norte-americano

18 novembro 2016

/ DE OLHO NA MÍDIA

Texto de Abrahão Crispim Filho


O processo eleitoral norte-americano é cheio de freios e contrapesos e talvez seja por isso que tenha funcionado desde 1788 até hoje.


Foram 58 eleições presidenciais consecutivas e periódicas, a cada quatro anos,  com poucos tropeços históricos. Do mesmo modo que falam que Trump venceu no colégio eleitoral mas perdeu no voto popular, o que é verdade, é preciso dizer que Hillary venceu em apenas 20 dos 50 estados norte-americanos (Trump venceu nos outros 30 estados). Trump se tornou apenas o 5º presidente a ser eleito com menos votos populares. A lista é essa:


1. John Quincy Adams em 1824
2. Rutherford B. Hayes em 1876
3. Benjamin Harrison em 1888
4. George W. Bush em 2000
5. Donald Trump em 2016


Hillary, caso eleita fosse, teria sido apenas a 4ª pessoa a ganhar uma eleição presidencial tendo conquistado vitórias em menos estados que o adversário. Os três únicos presidentes que triunfaram conquistando menos vitórias no total de estados foram:


1. John Quincy Adams em 1824
2. John Kennedy em 1960
3. Jimmy Carter em 1976


Com altos e baixos e objeções aqui ou acolá, o fato é que o processo eleitoral dos EUA segue sendo respeitado pela sua população por que lá os precedentes são exceções e não a regra do sistema.






© Todos os direitos reservados 2009 - 2018 - D`Anjos Web Service - De olho na mídia