Clínica sergipana de Reprodução humana lança programa social que facilita acesso de população baixa renda ao tratamento - DE OLHO NA MÍDIA - Site oficial

Responsive Ad Slot

Clínica sergipana de Reprodução humana lança programa social que facilita acesso de população baixa renda ao tratamento

02 dezembro 2016

/ DE OLHO NA MÍDIA
Da redação

iuri-tellesA clínica de reprodução Humana Fertilità lançou um programa de responsabilidade social com o intuito de facilitar o acesso de famílias de baixa renda aos tratamentos que auxiliam na realização de um importante sonho: o de engravidar. A partir do Facilità, as famílias que passarem pela triagem obterão descontos no tratamento, na medicação e facilidades no pagamento.


Os custos tradicionais desse tipo de tratamento podem variar entre R$ 3 mil, nos casos de inseminação intra uterina, e R$ 10 mil e R$18 mil para os casos de fertilização in vitro.


Através desse programa, o desconto pode ser de até 50%.  De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) a infertilidade afeta de 50 a 80 milhões de pessoas no mundo, podendo se apresentar no homem, na mulher ou em ambos. Em Sergipe, a estimativa é de que 15% da população necessite dos serviços de uma clínica de reprodução humana.


“Esse número pode ser ainda maior se a gente considerar aquelas pessoas que necessitam de intervenções cirúrgicas para a manutenção da fertilidade, como a miomectomia e cirurgia para endometriose, e os pacientes que buscam a clínica para preservar a fertilidade, como acontece com homens e mulheres com câncer”, explica o médico especialista em reprodução humana Iuri Telles.


A clínica Fertilitá destina até 30% da sua capacidade de atendimento ao programa. Os pacientes sempre serão selecionados pela renda e poderão ser admitidos para as duas modalidades: facilità doadora de óvulos – para mulheres com idade inferior a 35 anos, e o  facilità tradicional - que não tem restrição de idade.


O primeiro passo é enviar a documentação do casal para a clínica, como cópia da última declaração de imposto de renda e do recibo de envio, cópia do CPF e do RG e cópia dos comprovantes de residência. “Feito isso, serão chamados e passarão pela avaliação dos especialistas da clínica e são acompanhados por uma assistente sócia”, destaca Iuri Telles.






© Todos os direitos reservados 2009 - 2018 - D`Anjos Web Service - De olho na mídia