Não é apenas o conhecimento técnico que faz a diferença para o colaborador - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot


Não é apenas o conhecimento técnico que faz a diferença para o colaborador

27 dezembro 2018

/ DE OLHO NA MÍDIA
Da redação

Foto © Fornecida por divulgação


Quem trabalha com tecnologia da informação sabe que conhecimento técnico é fundamental para conseguir um bom job, mas como grande parte da concorrência também possui estes conhecimentos (ou equivalentes), é preciso se destacar. E nada melhor do que se destacar no comportamental para ter alguma chance diante a multidão de profissionais que buscam um lugar ao sol todos os dias.

Para Thiago Boeno Déa, Analista de Recrutamento e Seleção na Ewave do Brasil, existem sim algumas características mais procuradas pelas empresas ao contratar um funcionário - efetivo ou terceirizado: Ter boa comunicação verbal e escrita; ser comprometido, ter estabilidade e inteligência emocional, ser tecnicamente competente, fazer auto-gerenciamento e ter bom relacionamento interpessoal.

"As empresas de tecnologia querem encontrar um profissional que possua valores que coincidam com suas necessidades e a sua cultura. O perfil de um colaborador ideal é aquele que consegue desenvolver habilidades e competências indispensáveis dentro das organizações, é motivado a dar o seu melhor em busca de bons resultados e está preparado para enfrentar os desafios encontrados no seu dia a dia" explica Thiago.

Comportamental interfere
Não tenha dúvida de que a questão comportamental é tão importante quanto a questão técnica na hora da contratação. O Analista da Ewave explica que hoje em dia, a maior parte das demissões ocorrem por questões comportamentais e não técnicas:

"Identificar pontos da personalidade, engajamento e propósitos de vida são fundamentais para uma futura retenção profissional. Aspectos técnicos podem ser desenvolvidos com maior facilidade, mas evoluir o comportamental é questão do próprio colaborador".

Está sendo contratado?
Para quem está em processo de contratação, Thiago listou algumas dicas práticas para evitar sair do processo logo no começo de toda a dinâmica:
- Evite candidatar-se aleatoriamente. Busque vagas que realmente se enquadram na sua trajetória profissional;
- Conheça a empresa para qual se candidatou. Busque o maior número de detalhes e informações possíveis da empresa.
- Fortaleça o networking;
- Cuide com os erros de português;
- Seja transparente;
- Destaque suas qualidades profissionais;
- Pesquise a realidade de mercado para elaborar sua pretensão salarial.  


Para baixar a matéria completa CLIQUE AQUI  
© Todos os direitos reservados 2009 - 2018 - D`Anjos Web Service - De olho na mídia / Mk Designer