UMA VERGONHA: Assembleia Legislativa de Sergipe - ALESE - DE OLHO NA MÍDIA - Site oficial

Responsive Ad Slot

UMA VERGONHA: Assembleia Legislativa de Sergipe - ALESE

01 fevereiro 2019

/ DE OLHO NA MÍDIA
Texto do advogado e jornalista, Paulo Brandão!

Foto © Fornecida por divulgação

Dia desses vi uma propaganda na TV dizendo das maravilhas da Assembleia Legislativa de Sergipe. Será? Adianto que não. Não é nenhuma maravilha.

Em meados da década de 70 eu era um jovem repórter da Gazeta. Meu tio Hélio Dantas era Deputado Estadual, e à época era Vice-Presidente da Assembleia. Era uma fonte privilegiada para mim, que quase todo dia passava por lá para saber das novidades. Belo dia ao passar pela Assembleia, meu Tio Hélio havia assumido a presidência. O presidente, o General Djenal Queiroz estava doente, e foi às pressas para São Paulo. No gabinete da presidência Hélio me mostrava o cuidado de Djenal com as contas da Assembleia. Num balancete havia um bilhete questionando a compra de um item de limpeza qualquer estava maior do que o costume. Queria saber o porquê. E meu Tio Hélio mostrava-se também preocupado com o número de servidores da Assembleia: 204 (ou algo bem perto disso) entre ativos e inativos.

Bom, lá se vão uns 45 anos, mas o número de deputados continua o mesmo, 24, e ao que me consta, a produtividade da Assembleia só piorou de lá para cá.. Ontem estava dando uma olhadinha no Portal da Transparência da Assembleia. Quem se der ao trabalho verá que são 67 paginas repletas de nomes de servidores na folha de pagamento referente a novembro de 2018(a última disponível), com os seus salários. São 66 páginas com 31 nomes cada, e a final (a 67) com apenas 6. Como não quis ter o trabalho insano de contar nome por nome, multipliquei 31 por 66, e acrescentei mais 6 da última folha. Total: 2.052. Retirei daí os 24 deputados, e chega-se a 2.028 servidores na Assembleia Legislativa. Tem gente ganhando salário mínimo, e tem gente ganhando algo em torno de R$ 19 mil.

Ora, se dividirmos o número de servidores pelo número de deputados, existem 84,5 servidores por deputado. Eu acho isso um escândalo. Uma vergonha, ou melhor, uma falta de vergonha. Quem quiser que ache que não, mas não existe justificativa para isso.

Em tempo, um deputado estadual recebe bruto R$ 25.322,25 de subsídio e mais R$ 7.596,68 de verba de representação, o que dá um total de R$ 32.918,93. Lá a gente pode ver que tem deputado pendurado nos consignados. O custo mensal da folha de pessoal da Assembleia é de aproximadamente R$ 5,4 milhões. Tudo isso está lá, no Portal da Transparência. Um estado pobre como Sergipe, atravessando uma crise sem igual, não se pode dar a um luxo desses.

Uma nova legislatura, é um tempo propício a que os novos deputados cheguem com alguma vergonha na cara e não compactuem com isso.
© Todos os direitos reservados 2009 - 2018 - D`Anjos Web Service - De olho na mídia