Dois vídeos, dois mundos, duas artes - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot

 

Dois vídeos, dois mundos, duas artes

11 agosto 2020

/ DE OLHO NA MÍDIA
Da redação / foto divulgação



Muitos se indagam o que é arte. Alguma acreditam que seja principalmente uma inquietação de um criador perante o mundo que gera uma manifestação. Para outros, o incômodo é principalmente interior, ou seja, existiria uma diferença ente aquilo que o artista deseja criar e aquilo que efetivamente consegue. De uma maneira ou de outra, a arte estaria ligada a uma percepção de mundo.
 
Os dois vídeos deste post alertam para isso. Em um deles, o pintor chinês Yi Hao aparece em autênticas performances, com movimentos de lutas marciais. Em Shenzhen, Província de Guangdong, começa o trabalho literalmente atirando de maneira aleatória e arbitrária tinta na tela para depois usar pincéis ou panos para criar suas imagens de animais e paisagens. Assista em: https://www.facebook.com/ChinaGlobalTVNetwork/posts/3797761710264621
 
Já no segundo vídeo, a calígrafa japonesa Sisyu pinta, em grande escala, o ideograma correspondente a nova era “Reiwa” (“bela harmonia”), iniciada em 1/5/2019, quando o Imperador Akihito abdicou do trono do Japão e o seu filho Naruhito o sucedeu. Sisyu começou a praticar essa arte aos 6 anos e, com apoio do governo local, a levou para novos suportes, como esculturas e outras manifestações. Assista em: https://www.facebook.com/watch/?v=396300494556365
 
Temos então duas manifestações contemporâneas. Uma é caracterizada pelo dinamismo e por um autêntico show performático, mescla um início descontrolado e caótico com uma posterior ordenação, em um processo que dura aproximadamente duas horas por trabalho. A outra está ligada à respiração do zen budismo, com um tempo marcado por uma execução precisa e controlada.
 
Há então duas formas distintas, sem dúvida, de entender a arte. Não são excludentes, mas talvez complementares. De um lado, a impetuosidade que vem das entranhas no sentido de impressionar a quem vê pela energia dispendida. Do outro, a lentidão e exatidão dos movimentos, inclusive num ato de devoção ao império japonês e ao que ele representa.
Veja com atenção Ajuda a pensar o que a arte significa para cada um de nós.
 
Oscar D’Ambrosio é jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Coordena o projeto @arteemtempodecoronavirus e é responsável pelo site www.oscardambrosio.com.br
 
 
© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA