Após auxílio emergencial negado, indígena mãe de família cria perfil no Onlyfans para pagar contas de casa - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot


Após auxílio emergencial negado, indígena mãe de família cria perfil no Onlyfans para pagar contas de casa

26 dezembro 2020

/ DE OLHO NA MÍDIA
Da redação


Após auxílio emergencial negado, indígena mãe de família cria perfil no Onlyfans para pagar as contas de casa e sustentar a filha. "Virou minha fonte de renda na pandemia", conta a modelo Cássia Mello que cobra 15 dólares por um mês de acesso em sua página 

Não é novidade de um tempo pra cá que famosos e anônimos estão arrecadando dinheiro em parceria com a ferramenta Onlyfans que vem crescendo no mundo todo. No Brasil, com o agravamento da crise e pandemia, muitas modelos estão migrando para este tipo de serviço. 
FoFoto: Divulgação 
É o caso de Cássia Mello, descendente de índios, sempre trabalhou como modelo e com a pandemia, viu todos seus contratos de publicidade cancelados. "Foi um momento desesperador, me vi sem um centavo, tentei o auxílio emergencial e ele foi negado, aí uma amiga me apresentou a plataforma e criei a minha página. Eu mesma faço meu conteúdo, tudo com o celular", explica Cássia. 

"Sempre gostei de me cuidar, meu corpo sempre foi bonito, torneado e com curvas, os meus traços indígenas me fazem parecer mais jovem que sou, ninguém fala que tenho 31 anos, estar no Onlyfans para mim é muito desafiador, tem horas que me sinto constrangida, mas depois penso bem e vejo que o público do site gosta daquele tipo de conteúdo e logo tudo fica bem na minha cabeça. O importante é eu conseguir pagar minhas contas e não dever nada a ninguém", desabafa Cássia Mello que posta toda semana cerca de 10 vídeos e fotos novas, tudo feito em sua casa na zona Oeste de São Paulo. 

Quem pagar os 15 dólares, vai encontrar uma página com conteúdo doméstico. Uma mãe de família sensual que produz fotos e vídeos em seus momentos íntimos como banhos, massagens e até mesmo uma boa faxina usando apenas calcinha e sutiã. Tudo isso mexe muito com a imaginação de quem quer comprar este tipo de conteúdo, garantiu Cássia Mello que em 2017 posou nua para a Revista Sexy quando foi campeã do concurso A Garota Sexy Clube e rendeu a ela o título da mulher mais Sexy do Brasil naquele ano. 

Sobre o faturamento, Cássia explica que até o momento vem dado certo para pagar as contas, mas que não é nenhum mar de dinheiro como algumas mulheres e homens falam por aí. "O meu máximo foi 10 mil reais em um mês, mas a média é entre 5 e 8 mil reais", contou sobre seus ganhos. 

© Todos os direitos reservados 2009 - 2020 - D`Anjos Web Service - DE OLHO NA MÍDIA