Dominica, a "Ilha Natureza do Caribe”! - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot


Dominica, a "Ilha Natureza do Caribe”!

12 maio 2016

/ DE OLHO NA MÍDIA
Por: Thiago de Menezes / thiagoturismo@deolhonamidia.com

Em sua segunda viagem para o Caribe, Dominica foi o primeiro país do Novo Mundo que Cristóvão Colombo descobriu. Verdadeiro paraíso devido às suas espetaculares, exuberantes e variadas flora e fauna, que são protegidas por um sistema extenso de parque natural; é a mais montanhosa das Pequenas Antilhas.




[caption id="attachment_12174" align="alignleft" width="400"]© Fornecida por divulgação / Dominica Village in Sunlight © Fornecida por divulgação / Dominica Village in Sunlight[/caption]

A ilha de Dominica é muitas vezes confundida com a República Dominicana pela semelhança de nomes.


Roseau é a capital da Dominica, oficialmente Comunidade da Dominica, vem a ser um Estado soberano insular constituído pela ilha homónima e situado no mar das Caraíbas (Caribe), mais precisamente na região das Pequenas Antilhas.


Os seus vizinhos são dois departamentos ultramarinos franceses: Guadalupe, a nor-noroeste, e Martinica, a sudeste (uma hora de barco para qualquer ilha) sendo facilmente acessível de Antigua, Barbados, Guadalupe, Martinica, St Lucia e San Juan.


Tem uma área de 750 km², sendo o seu ponto mais alto o Morne Diablotins, com 1 447 m.


A Dominica, que é um lugar que vale a pena se aventurar para conhecer, é alcunhada de "Ilha Natureza das Caraíbas" devido à sua beleza natural não alterada. É a ilha mais recente das Pequenas Antilhas, ainda apresentando atividade geotermal vulcânica, como evidenciado pela fonte termal Boiling Lake. A ilha apresenta ainda áreas luxuriantes de floresta tropical montanhosa, habitat de variadas espécies raras de fauna e flora. Existem algumas zonas xéricas nas zonas costeias ocidentais, mas o interior é chuvoso.




[caption id="attachment_12175" align="alignright" width="400"]Dominica 1 © Fornecida por divulgação[/caption]

A economia dominiquense dependente fortemente do turismo, da agricultura e de impostos elevados. O setor de turismo no país se desenvolveu mais lentamente do que em ilhas vizinhas, devido principalmente a regiões vulcânicas e poucas praias. No entanto, as montanhas de Dominica, florestas, lagos de água doce, águas termais, cachoeiras e locais de mergulho fazem deste um importante destino para o ecoturismo. Dominica tem muitas cachoeiras, nascentes e rios. O Calibishie na área nordeste do país tem praias de areia. Algumas plantas e animais, que se pensava estarem extinto, em torno das ilhas, são encontrados na Dominica. A natureza vulcânica da ilha tem atraído mergulhadores. A ilha tem várias áreas protegidas, incluindo Parque Nacional Cabrits, bem como muitos e muitos rios.


O famoso papagaio Sisserou é o pássaro nacional da Dominica e é endêmico em suas florestas de montanha. Uma espécie relacionada, papagaio de gola vermelha, também é um verdadeiro símbolo Dominicano. Esse papagaio-imperial é considerado a ave nacional. Daí, o mesmo se encontra retratado na bandeira e no brasão oficial do país.  Ambas as aves são raras e protegidas, embora alguns da floresta estejam ameaçados, além da ameaça dos furacões. Afinal a Dominica é um país especialmente vulnerável a furacões e a ilha está localizada no que é conhecida como a região do furacão. Por lá ainda vamos encontrar muitos golfinhos-rotadores e o golfinhos-pintados-pantropical, assim como baleias assassinas, falsas orcas, baleias-cachalote-pigmeu, cachalotes-anões, golfinhos-de-Risso, golfinhos comuns, golfinhos-pintado-do-atlântico, baleias jubarte e baleias de Bryde. Isso faz da Dominica um destino para os turistas interessados em observação de baleias e afins.




[caption id="attachment_12176" align="alignleft" width="266"]Dominica 3 © Fornecida por divulgação[/caption]

A cultura dominiquesa tem uma mistura de culturas: os nomes franceses misturam-se com nomes ingleses; um idioma africano, comidas e costumes que se misturam com as tradições europeias, tudo faz parte da cultura crioula; e os caribenhos ainda talham dugouts (canoas), constroem casas sobre pilares e tecem cestaria com caráter distintivo. As influências rastafaris e negras também são comuns.


Cerca de 1% da população do país professa a conhecida fé Bahá'í. Levando-se em conta, a composição da população: afro-americanos (91%), eurameríndios (6%), ameríndios (1,5%), europeus meridionais (0,5%), outros (1%). Com quase 80% de população católica, os valores das tradições conservadoras são fortes. A família ocupa um lugar muito importante na sociedade dominicana, e tanto assim é que se publicou um cartaz de aviso do governo dominicano sobre os perigos do transporte ilegal de drogas que separam a família (seguido de prisão e da perda da vida) como meio de dissuasão número um contra a delinquência.




[caption id="attachment_12177" align="aligncenter" width="806"]Dominica MAPA © Fornecida por divulgação[/caption]

Em sua história sabemos que Cristóvão Colombo batizou a ilha com o nome do dia da semana em que esta foi avistada, 3 de novembro de 1492, um domingo (dominica em latim). No século subsequente à descoberta da ilha, a Dominica permaneceu isolada, servindo como abrigo para muitos caribes fugidos de outras ilhas vizinhas, à medida que as potências europeias colonizavam a região.


França cedeu formalmente a possessão da Dominica à Grã-Bretanha em 1763. Esta estabeleceu uma pequena colónia no território em 1805. A emancipação dos escravos africanos por todo o Império Britânico em 1834 permitiu que em 1838 a Dominica fosse a primeira colónia caribenha britânica a ter uma legislatura controlada por uma maioria negra. Em 1896, o Reino Unido reassumiu o controlo direto da ilha, transformando-a numa colónia da coroa. Meio século depois, de 1958 a 1962, a Dominica fez parte integrante da Federação das Índias Ocidentais, constituindo-se como uma das suas províncias. A 3 de novembro de 1978, tornou-se independente.


No Brasil ainda não existe Consulado ou representação diplomática de Dominica, entretanto esse é um desejo de muitos e que em breve poderá até se concretizar. Infelizmente, não temos cônsules honorários, nem gerais, da grande maioria dos países do Caribe. Porém, uma das fomentações para as relações de nosso país com a Ilha está na criação de uma Câmara de Comércio, Indústria e Turismo Brasil & Dominica, que poderá impulsionar esse intercâmbio, que há muito é comandado pela unidade brasileira da CARICOM, a Câmara de Comércio para unir os países caribenhos e fomentar suas Câmaras, representações, e, acima de tudo, seus Consulados. Organizações das quais a Dominica participa: ONU (Organização das Nações Unidas), FMI (Fundo Monetário Internacional), Banco Mundial, CARICOM, OEA (Organização dos Estados Americanos), OMC (Organização Mundial do Comércio) e Comunidade Britânica.


Em United Kingdom há a The Dominica High Commission, sediada em London enquanto que há um Ambassador & Cônsul General em NY, nos Estados Unidos. Existe um atuante Consulado de Dominica em Atenas, na Grécia, que representa muito bem o país.


Existe a Dominica Academia de Artes e Ciências (Dominica Academy of Arts & Sciences -DAAS), entidade muito atuante no mundo cultural e artístico: Dominica Academy of Arts and Sciences (C/O Dr Clayton Shillingford, President Emeritus)


1522 Braken Ave, Wilmington, DE 19808


Ph; 302-239-9643 - http://da-academy.org/index.html


Serviço e endereços úteis:


Government Headquarters


Kennedy Avenue – Roseau / Commonwealth of Dominica


Email: cscentre@dominica.gov.dm


http://dominica.gov.dm/


Phone: (767) 266-3000 - Fax: (767) 448-5044


A Dominica Autoridade Discover (Promoção e Marketing do Turismo é um órgão estatutário, e facilita e apoia um ambiente propício para promover e atrair novos e existentes de investimento e pequenas empresas. Além disso, promove e comercializa turismo. Destina-se a posicionar Dominica como o turismo sustentável premier e ideal investimento localização / destino na região do Caribe.


Endereço:  1 º andar, Centro Financeiro  - Kennedy Avenue  - Roseau  / Dominica - Telefone: + 767 448 2045  - Fax: + 767 448 5640


E-mail:   tourism@Dominica.dm


Website:  http://www.discoverdominica.com/


Consulados - The High Commission of the Commonwealth of Dominica in the United Kingdom and Europe. Location: 1 Collingham Gardens - Earls Court - London / United Kingdom


Telephone: +44 (0) 20 7370 5194 - Fax: + 44 (0) 20 7373 8743


Email:  info@dominicahighcommission.co.uk


Barbara Dailey (Mrs.) Consul General,


Consulate of the Commonwealth of Dominica


800 Second Avenue, New York, NY 10017


Email Address: cgdominica@onecommonwealth.org


Tel: (212) 599-8478 - Fax: (212) 661-0979/808-4975


Consulate of the Commonwealth of Dominica - GREECE


http://www.dominicaconsulategreece.com/


Outros:


http://www.dominica.dm/index.php






© Todos os direitos reservados 2009 - 2018 - D`Anjos Web Service - De olho na mídia / Mk Designer