Renato Russo e a questão ambiental - DE OLHO NA MÍDIA

Responsive Ad Slot


Renato Russo e a questão ambiental

11 dezembro 2018

/ DE OLHO NA MÍDIA
Por Oscar D’Ambrosio é jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.
_____________________

Foto © Fornecida por divulgação

Não é de hoje que temas como o aumento do nível do mar e a secas de longo prazo vêm preocupando as autoridades internacionais. Existe inclusive uma importante ação concreta, liderada pela Holanda, para, em 2020, fazer um balanço de ações que envolvem grandes potências mundiais, como China, Índia e Alemanha, entre outras.

A principal questão que se coloca na questão ambiental é colocar em risco o crescimento econômico global e a estabilidade social ao não poder garantir alimentos, energia e água para as próximas gerações. Nesse sentido, há especialistas que pedem mudanças rápidas para limitar o aquecimento global.

Enquanto isso não acontece, ouvir a música ‘Fábrica’, de Renato Russo, na interpretação da Legião Urbana, é uma forma de conscientização. Trata-se de uma letra direta, que enfoca a realidade das indústrias e o impacto que trazem para as cidades, passando ainda por questões de grande relevância, como o direito dos trabalhadores.

Os versos “O céu já foi azul, mas agora é cinza/O que era verde aqui já não existe mais./
Quem me dera acreditar/Que não acontece nada/De tanto brincar com fogo”. E ainda diz: “Esse ar deixou minha vista cansada”. Tomara que a nossa vista possa, em algum momento, ser renovada com ações políticas, sociais e ambientais de conscientização.
© Todos os direitos reservados 2009 - 2018 - D`Anjos Web Service - De olho na mídia / Mk Designer